Curiosidades

Origem das flores e outras histórias

Os primeiros registros sobre as flores vêm do Oriente: os antigos chineses cultivavam rosas, orquídeas e crisântemos. Sobre o cultivo de rosas, sabemos que há 5 mil anos elas fazem parte dos jardins asiáticos. Com relação à flor de ouro, mais conhecida como crisântemo, conseguimos descobrir que ela chegou ao Japão por volta de 400 d.C., através dos monges budistas. Dizem que o primeiro registro sobre orquídeas surgiu na China por volta do ano 1000. A foto acima ilustra o Festival das Peônias em Luoyang.


Já no Egito, os habitantes usavam as flores nos rituais religiosos e as retratavam com frequência nas suas expressões artísticas. Também foi possível descobrir que uma das maiores apreciadoras das flores certamente foi Cleópatra que costumava usá-las em cosméticos. A imagem acima simboliza a flor de lótus ou lírio dos lagos dedicada à deusa Ísis.


Gregos e Romanos também possuem registros históricos sobre o cultivo das flores. Era muito comum usar arranjos florais na cabeça e no tronco, além disso eles contratavam floristas para montar coroas e guirlandas para atletas, poetas e líderes. As guirlandas também eram usadas em casamentos e fixadas nas portas das casas dos recém-nascidos.

Cada deus grego tinha a sua flor correspondente, que a ele era oferecida em troca de favores ou em sinal de agradecimento.


Em 1753, Carlos Lineu (botânico sueco) catalogou oficialmente as flores, designando-as em latim, mantendo na tradução para esse idioma a maioria dos nomes populares e trocando aqueles que pudessem ser desagradáveis ou pejorativos.


Você sabia?

  • Na Idade Média, o cultivo de flores era limitado aos mosteiros e aos jardins mais abastados.
  • No século XV, a Arte financiada pela Igreja, usou as flores como símbolo do amor, da pureza e das virtudes.
  • Na era vitoriana, com incentivo da própria rainha Vitória (1819-1901), as flores estavam presentes em tecidos, paredes, cartas etc.
  • As flores surgiram no período cretáceo, quando as plantas evoluíram e começaram a florescer, há 130 milhões de anos!